Crises no relacionamento amoroso e benefícios da terapia de casal

As crises no relacionamento amoroso são comuns e geralmente estão relacionadas a momentos na vida do casal nos quais ocorrem mudanças significativas que podem gerar conflitos.

Porém existem meios de passar por essas crises de forma tranquila e equilibrada, desde que os parceiros reconheçam que algo não vai bem e tomem atitudes juntos para resolverem suas questões. Nesse contexto, a terapia de casal pode trazer inúmeros benefícios.

Paixão

Enquanto o namoro é uma fase repleta de paixão e juras de amor, após o casamento começa a fase de adaptação na qual o casal passa a perceber hábitos e atitudes do seu amor que ainda não conhecia.

A convivência entre indivíduos diferentes, que têm sistemas de valores e crenças distintos desde seu nascimento, muitas vezes põe em xeque suas habilidades e seus recursos comunicativos e afetivos.

Filhos

Já aos três anos de casamento, geralmente o casal inicia uma outra etapa que é o nascimento dos filhos, o que mexe profundamente no papel de cada um dentro do relacionamento e também na vida como um todo.

A relação sexual se modifica e a divisão de papéis entre serem pais ou um casal fica tumultuada.

Lá pelos sete anos de casamento, o casal pode ter passado bem pela etapa anterior, mas agora enfrenta um momento no qual os filhos começam a questionar e todos os conflitos ganham uma lente de aumento por meio das vozes das crianças.

Projetos

E por volta dos 11 anos do relacionamento, o casal enfrenta outra questão importante, a de perceber o que construiu em conjunto até então e questionar como quer seu futuro e se os próximos projetos são congruentes entre os dois.

Se em qualquer uma dessas fases e outras que se seguem o casal consegue identificar as causas das crises no relacionamento, fica mais fácil criar estratégias de ação que fortaleçam os laços de amor, companheirismo, empatia, fidelidade, respeito ao outro e interesse sexual.

Ajuda

A terapia de casal é um recurso psicoterapêutico que as pessoas podem buscar quando identificam que precisam de auxílio para lidar com questões que estão interferindo negativamente em seus relacionamentos amorosos.

Trata-se de uma forma saudável e madura de manejar as diferenças e buscar uma maior proximidade na relação ou mesmo trabalhar com um possível processo de separação ou divórcio de forma amigável.

Mediador

Conduzida por profissionais da psicologia, a terapia de casal é um espaço de sigilo e respeito no qual os pacientes são acolhidos em suas queixas e demandas afetivas. Por meio da escuta ativa, o terapeuta ajuda a identificar suas necessidades e seus conflitos, atuando como facilitador e mediador do diálogo.

Não é função do psicólogo, no entanto, tomar decisões a respeito da vida ou julgar as situações colocadas pelos cônjuges. Decisões e direcionamentos de vida podem se apresentar a eles por meio do espaço terapêutico, mas são de competência e responsabilidade deles.

Identificação

A terapia de casal auxilia na identificação daquilo que aflige cada um dos indivíduos, da origem dos problemas e na busca de possíveis soluções. À medida que eles conseguem reconhecer e diferenciar suas próprias necessidades, há maior flexibilidade e progresso no tratamento.

O principal objetivo da terapia de casal, portanto, é trabalhar a relação a dois para que cada um assuma o que diz respeito a si mesmo e caminhe na vida conjugal com mais liberdade, tendo uma postura ativa e consciente de elucidação e resolução de situações.

Nesse sentido, novas possibilidades de serem e estarem juntos podem se abrir, auxiliando no relacionamento.

Prevenção

A terapia de casal também pode ocorrer de forma preventiva, pelo interesse de ambos em melhorarem algum ponto específico de suas vidas em comum, observar sua dinâmica na perspectiva de melhora e ponderar sobre escolhas e decisões. Dessa maneira, pode iniciar antes mesmo que ocorram problemas na relação.

Portanto a terapia de casal não precisa ser buscada apenas nos momentos em que é considerada o último recurso, como antes de uma separação ou um divórcio.

E mesmo se essa ruptura for compreendida pelo casal durante o processo terapêutico como melhor alternativa para ambos, a terapia pode ser benéfica para que a separação ocorra de maneira amigável.

Ferramenta

‘Comunicasal – 50 cards terapêuticos para a comunicação assertiva entre o casal’, de autoria do psicólogo Cleber de Souza Borges, é uma ferramenta coadjuvante à psicoterapia baseada na terapia cognitivo-comportamental (TCC) que convida as pessoas a olharem para si mesmas e a refletirem.

Tem como objetivo contribuir significativamente no desenvolvimento de estratégias de resolução de conflitos, na melhora da comunicação do casal, no resgate do respeito, em quebrar a rotina, em estabelecer metas realistas, entre outros.

Publicado pela editora RIC Jogos, o material é direcionado a adultos a partir de 18 anos, casais e/ou grupos de casais em contexto clínico e/ou familiar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.