Terapia de casal: quando é preciso buscar auxílio profissional?

A terapia de casal é um recurso psicoterapêutico que as pessoas podem buscar quando identificam que precisam de auxílio para lidar com questões que estão interferindo negativamente em seus relacionamentos afetivos.

Trata-se de uma forma saudável e madura de manejar as diferenças e buscar um maior companheirismo na relação ou mesmo trabalhar com um possível processo de separação ou divórcio de forma amigável.

A convivência entre indivíduos diferentes, que têm sistemas de valores e crenças distintos desde seu nascimento, muitas vezes põe em xeque suas habilidades e seus recursos comunicativos e afetivos.

Conduzida por profissionais da Psicologia, a terapia de casal é um espaço de sigilo e respeito no qual os pacientes são acolhidos em suas queixas e demandas afetivas. Por meio da escuta ativa, o terapeuta ajuda a identificar suas necessidades e seus conflitos, atuando como facilitador e mediador do diálogo.

Não é função do psicólogo, no entanto, tomar decisões a respeito da vida ou julgar as situações colocadas pelos cônjuges. Decisões e direcionamentos de vida podem se apresentar a eles por meio do espaço terapêutico, mas são de competência e responsabilidade deles.

IDENTIFICAÇÃO

A terapia de casal auxilia na identificação daquilo que aflige cada um dos indivíduos, da origem dos problemas e na busca de possíveis soluções. À medida que eles conseguem reconhecer e diferenciar suas próprias necessidades, há maior flexibilidade e progresso no tratamento.

O principal objetivo da terapia de casal, portanto, é trabalhar a relação a dois para que cada um assuma o que diz respeito a si mesmo e caminhe na vida conjugal com mais liberdade, tendo uma postura ativa e consciente de elucidação e resolução de situações.

Nesse sentido, novas possibilidades de serem e estarem juntos podem se abrir, auxiliando no relacionamento a dois.

DIFICULDADES

Entre as situações que, com frequência, levam as pessoas a buscarem a terapia de casal está o nascimento do primeiro filho. Toda gestação já traz dilemas e questões inéditas, invariavelmente mudando a rotina de um casal.

O corpo feminino passa por modificações, além de toda a pressão social em torno do exercício da paternidade e maternidade em seus respectivos dilemas. Tal cenário geralmente traz dificuldades para a relação e conflitos que tendem a ser deixados de lado em prol da saúde da criança.

Essa pode ser a hora de procurar um mediador que ajude a traduzir as necessidades de cada parte dessa equação com uma escuta qualificada. Mesmo que a preocupação do casal seja em torno da saúde do filho, é necessário lembrar que uma relação em crise é um péssimo terreno para o desenvolvimento infantil.

Os problemas financeiros são mais um tema difícil que leva à terapia de casal. Normalmente, ocorre uma deterioração da relação quando há uma perda significativa na renda de uma família ou de um de seus componentes.

Outras questões ligadas a dinheiro podem trazer desavenças, como diferença salarial, gastos excessivos de uma das partes ou de ambas e desacordo sobre o que fazer com as economias.

Por sua vez, as dificuldades no campo sexual são um tema cercado de barreiras para a maioria dos namoros e casamentos. Faz parte do código de ética do psicólogo desmistificar julgamentos e propiciar apoio para que as pessoas vivam sua sexualidade da forma que melhor lhes convier.

PREVENÇÃO

A terapia de casal também pode ocorrer de forma preventiva, pelo interesse de ambos em melhorarem algum ponto específico de suas vidas em comum, observar sua dinâmica na perspectiva de melhora e ponderar sobre escolhas e decisões. Dessa maneira, pode iniciar antes mesmo que ocorram problemas na relação.

Portanto a terapia de casal não precisa ser buscada apenas nos momentos em que é considerada o último recurso, como antes de uma separação ou um divórcio.

E mesmo se essa ruptura for compreendida pelo casal durante o processo terapêutico como melhor alternativa de vida para ambos, a terapia pode ser benéfica para que a separação ocorra de maneira amigável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.