Habilidades sociais e desenvolvimento infantil

As habilidades sociais são adquiridas e aprimoradas nas interações sociais que ocorrem durante o desenvolvimento infantil, o que torna o convívio com as outras pessoas de extrema importância para as crianças. Tais capacidades começam a ser formadas após o nascimento, no ambiente familiar e depois na escola, e vão evoluindo ao longo dos anos.

Estudos mostram que o déficit nas habilidades sociais na infância pode interferir em todas as relações interpessoais, inclusive nos relacionamentos amorosos e profissionais futuros. Mostram, também, forte correlação entre competência social e sucesso escolar e profissional.

Nos primeiros anos de vida, é esperado que os pequenos solicitem ajuda dos pais ou outros responsáveis para resolução de problemas pessoais.

Conforme vão se desenvolvendo, no entanto, é esperado que seu repertório de habilidades sociais seja ampliado e eles consigam resolver seus problemas sem ajuda ou com auxílio apenas em situações mais complicadas.

NÚCLEO FAMILIAR

As habilidades sociais são desenvolvidas, inicialmente, através do núcleo familiar. Por isso, o envolvimento, o desempenho e o bom exemplo dos pais ou outros responsáveis são fundamentais.

Em casa, as crianças aprendem a dialogar, a expressar suas emoções, seus sentimentos e suas opiniões. Também cabe à família ensinamentos relativos a mudanças de comportamentos, ponderação, negociação e efetivação de promessas.

Ainda é função dos pais e responsáveis incentivar os pequenos a participarem de passeios sociais, serem modelos de empatia, propor maneiras de lidar com problemas ou preocupações com os colegas, entre outras ações necessárias para o desenvolvimento das habilidades sociais na infância.

A exploração de habilidades sociais educativas dos pais auxilia no melhor repertório de práticas educativas com os filhos, sendo esses propensos a emitirem comportamentos adequados nas interações sociais.

Pais ou outros responsáveis com boas habilidades sociais, em geral, contribuem para desenvolver nas crianças comportamentos pró-sociais, como empatia e assertividade. Quando eles exercem a monitoria positiva e o comportamento moral como estratégias educacionais, evitam que elas apresentem comportamentos antissociais.

MEIO ESCOLAR

O meio escolar também é fundamental para o desenvolvimento das habilidades sociais na infância. Sendo a escola um espaço plural, ela permite que a criança tenha contato com diversas realidades e inúmeras vertentes para complementar seus conhecimentos.

É nesse meio que os pequenos têm a possibilidade de expandir suas primeiras relações sociais, pois terão contato com grupos de alunos de realidades e idades diferentes. Nesse ambiente, é que aprenderão a partilhar, ouvir e trocar informações de suas vivências.

É na educação infantil que os pequenos começam a se familiarizar com a rotina escolar e com hábitos que farão parte de suas vivências futuras. Aprendem a conversar com os outros, a ouvir e a esperar por sua vez de entrar na brincadeira.

Nesse contexto, cabe à escola incentivar nas crianças a cooperação e o trabalho em equipe, a tomada de decisão e liderança, a resolução de problemas e conflitos, o fortalecimento do caráter, a estabilidade emocional e a consciência de mundo e de coletividade.

O jogo ‘Socialize-se – Desafios Sociais’ está disponibilizado no portal RIC Jogos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.