Habilidades sociais: o que são e como desenvolvê-las

As habilidades sociais são um conjunto de comportamentos e hábitos observáveis e de pensamentos e emoções que promovem a comunicação eficaz, os relacionamentos satisfatórios e o respeito entre as pessoas. Na prática, são as competências necessárias para interagir com os outros de acordo com as regras de boa convivência e civilidade, seja no âmbito familiar, social ou profissional.

Tais capacidades são fundamentais, porque também proporcionam bem-estar e qualidade de vida, além de facilitarem o desenvolvimento e a manutenção de uma autoestima saudável.

Por outro lado, os indivíduos com poucas habilidades sociais podem sentir com frequência estresse, desconforto e emoções negativas, como frustração, raiva, sensação de rejeição ou desvalorização. E são mais predispostos a desenvolverem distúrbios psicológicos, como ansiedade e depressão.

TIPOS

Para definir um comportamento hábil, três dimensões devem ser levadas em consideração: a comportamental, que se refere ao tipo de habilidade social; a pessoal, ligada às variáveis cognitivas; e a situacional, vinculada ao contexto ambiental.

Existem diferentes tipos de habilidades sociais. As básicas são as primeiras que as pessoas adquirem e fundamentais para se iniciar, manter e finalizar uma comunicação.

Já as habilidades sociais avançadas são aquelas que os indivíduos aprendem depois de adquirirem as básicas. Entre elas, estão saber compartilhar uma opinião, ser assertivo, saber pedir ajuda, pedir desculpas, dar e seguir instruções.

Por sua vez, as habilidades sociais emocionais são intimamente ligadas ao gerenciamento e à identificação dos sentimentos e das emoções. Estão entre elas, portanto, saber identificar e expressar sentimentos e emoções, empatia e respeito.

As habilidades sociais de negociação são aquelas que promovem o gerenciamento dos conflitos de uma forma adequada. Incluem negociação, resolução de conflitos, altruísmo e compartilhamento com os outros.

E as habilidades sociais de organização são importantes para estruturar o dia a dia das pessoas corretamente, evitando estresse, ansiedade e outros aspectos negativos. Entre elas, encontram-se a capacidade de tomada de decisões e de ordenamento.

TRANSFORMAÇÃO

As habilidades sociais são adquiridas e transformadas com o tempo de acordo com as relações e interações das pessoas com o mundo. E não existe só um jeito de ser socialmente habilidoso.

Também é plenamente possível desenvolver novas habilidades sociais ou aprimorar as já existentes, pois o ser humano é capaz de refletir sobre as suas posturas e condutas de modo a estabelecer novas formas de pensar e agir.

Algumas dicas podem auxiliar no processo de desenvolvimento ou aprimoramento de habilidades sociais. Por exemplo, exercitar a clareza para transmitir mensagens, tanto na expressão verbal, quanto corporal.

Manter a mente aberta, livre de julgamentos, estereótipos e preconceitos, também ajuda, assim como praticar a empatia, ou seja, compreender e se colocar no lugar do outro.

Aprender a ouvir ativamente as outras pessoas é mais um importante exercício transformador. Outra dica é desenvolver a inteligência emocional, ou seja, a capacidade de compreender e administrar as próprias emoções e, consequentemente, as reações.

PACIÊNCIA

Ter paciência é mais um importante passo para o desenvolvimento ou aprimoramento de habilidades sociais. Pessoas pacientes evitam estresse, ansiedade e sabem gerenciar melhor suas expectativas.

Pensar de maneira positiva é outro exercício importante que ajuda a mudar a forma de ver o mundo e de reagir às diferentes situações. Ser otimista traz mais bem-estar emocional inclusive para as pessoas com quem se convive.

Mais uma dica para o desenvolvimento ou aprimoramento de habilidades sociais é praticar a boa educação. Gentileza e cordialidade são características importantes em qualquer relação e diferenciam os indivíduos em uma sociedade.

Exercer a assertividade é outra técnica importante. Uma postura assertiva significa expressar a opinião própria de forma adequada, sem ferir ou julgar os outros, mas, sim, respeitando suas diferentes opiniões.

Aprender a negociar também é fundamental, não somente no âmbito profissional, afinal, muitas decisões na vida pessoal passam por negociações. Elas ajudam a terminar com conflitos e a deixar as relações harmoniosas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.