Qualidade dos estudos: importância da organização

Organização e planejamento são fundamentais para a qualidade dos estudos e os resultados satisfatórios nas provas da escola, do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), vestibular, faculdade, concurso ou qualquer outra finalidade.

Estudar envolve atenção e concentração. Além dessas capacidades cognitivas básicas, outros fatores associados a elas afetam a qualidade dos estudos, sendo a organização indispensável para a facilitação da construção do conhecimento.

Em resumo, a organização dos estudos consiste em definir horários para cada disciplina que precisa ser estudada, assim como dispor de local e ferramentas adequados para que essa ação seja produtiva.

Horários

Para organizar os horários de estudo, é necessário, primeiramente, definir quanto tempo falta até a prova. Além disso, o estudante precisa considerar suas tarefas e seus compromissos fixos ao longo da semana.

É importante, ainda, definir um tempo para lazer, para que o indivíduo possa relaxar um pouco e não chegar à exaustão.

Com esses horários definidos, fica mais fácil estabelecer um tempo específico para os estudos. A depender das tarefas fixas e do momento para lazer, o período que sobra deve ser aproveitado de acordo com as necessidades de estudo.

Para distribuir as disciplinas entre os horários, é aconselhável criar um roteiro de estudos que pode ser físico ou digital. Com ele, o estudante organiza seu tempo e os conteúdos a estudar, aumentando seu rendimento e a qualidade dos estudos.

Ambiente

A adequada organização do espaço destinado à execução dos afazeres acadêmicos é mais um fator que permite melhor gestão do tempo, evita perda de materiais, estabelece um ambiente aprazível e auxilia na manutenção do foco.

Há uma base sociobiológica para essa relação. Quando a pessoa está em um lugar sobrecarregado de informações e totalmente desorganizado, seu cérebro é bombardeado com estímulos, sendo obrigado a trabalhar mais para selecionar aqueles que de fato são relevantes.

Dessa forma, a capacidade de processamento de dados é prejudicada, exigindo que ela gaste mais energia e tempo para se concentrar.

Esse tipo de estado sociocognitivo leva a uma redução drástica do rendimento em tarefas que demandam mais eficiência energética e atenção, como é o caso dos processos de aprendizagem.

O lugar destinado aos estudos também deve ser escolhido levando-se em consideração critérios como conforto, iluminação, ventilação, privacidade e acesso à internet, principalmente no contexto da educação a distância.

Ferramenta

‘Dicas de estudo –100 cards para aumentar a qualidade dos seus estudos’, de autoria do psicólogo Fernando Elias José e publicada pela editora RIC Jogos, é uma ferramenta que ajuda a aprimorar a capacidade de memorização e organização dos estudantes.

Trata-se de um livro em formato de caixinha contendo 100 cartas com frases ou perguntas que ajudam a pessoa a estudar de forma efetiva, aumentando a qualidade dos estudos e, consequentemente, levando a resultados plenos.

Pode ser jogado sozinho ou em grupo nos contextos familiar e terapêutico. Tem como público-alvo adolescentes (a partir dos 12 anos) e adultos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.