Terapia Cognitivo-Comportamental no atendimento a casais

A Terapia Cognitivo-Comportamental no atendimento a casais pode ser usada na busca de um relacionamento mais funcional. Isso é possível a partir da compreensão de pensamentos, crenças e expectativas que um cônjuge tem em relação ao outro.

Para a TCC, as distorções cognitivas das pessoas sobre a realidade são responsáveis por suas reações emocionais, fisiológicas e comportamentais disfuncionais e têm papel importante na origem dos transtornos psicopatológicos.

Sendo assim, essa abordagem tem uma intervenção direta e efetiva na identificação e intervenção para modificar os pensamentos prejudiciais. O objetivo é que os indivíduos passem a interpretarem a vida de modo mais realista.

Portanto a meta da Terapia Cognitivo-Comportamental no atendimento a casais é, depois de identificar esses padrões de pensamento e comportamento, ajudar os pacientes a reestruturarem suas cognições e construírem novas estratégias para lidar com os conflitos na relação.

TÉCNICAS

Uma das características marcantes da TCC são as técnicas que permitem uma experimentação prática que eleva a tomada de consciência e ajuda os pacientes a identificarem e modificarem aspectos disfuncionais da sua vida.

As técnicas envolvem tanto exercícios feitos durante a sessão de atendimento quanto pequenas tarefas que são passadas para serem feitas durante a semana. A escolha das práticas depende da análise que o psicólogo faz de cada indivíduo.

PSICOEDUCAÇÃO

Entre as técnicas da Terapia Cognitivo-Comportamental no atendimento a casais, está a psicoeducação, pois, inicialmente, é necessário que o terapeuta explique de maneira didática aos pacientes como os seus pensamentos, emoções e comportamentos estão integrados e de que forma isso se manifesta na relação conjugal.

Essa explicação, chamada de psicoeducação, é importante para aumentar o envolvimento dos cônjuges na terapia e oferecer condições para que eles possam entender as intervenções. Além disso, ela é útil para que o casal aprenda a identificar e elaborar os elementos disfuncionais.

HABILIDADES SOCIAIS

Outra das técnicas da Terapia Cognitivo-Comportamental no atendimento a casais é o treino de habilidades sociais, no qual são desenvolvidas qualidades como empatia e comunicação mais efetiva.

Consiste em simular cenários na relação com o terapeuta para que os pacientes consigam desenvolver e expressar competências sociais primeiro na clínica e depois na sua rotina.

PENSAMENTOS AUTOMÁTICOS

Outra técnica da TCC é o registro dos pensamentos disfuncionais (RPD). Nesse caso, o profissional solicita aos indivíduos que registrem a situação, sua interpretação da mesma e os sintomas emocionais, fisiológicos e comportamentais decorrentes.

Muitas das dificuldades vivenciadas por um casal ocorrem sem que as pessoas se deem conta de sua origem. São os chamados pensamentos automáticos, ou seja, que ocorrem e interferem no comportamento dos indivíduos de forma inconsciente. Por isso, a técnica de registro é muito útil para identificar e conhecer esses padrões.

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Um dos maiores benefícios da Terapia Cognitivo-Comportamental no atendimento a casais é oferecer estratégias que os dois possam utilizar na sua rotina fora da clínica. Esse é o objetivo da técnica de resolução de problemas. Ela funciona como um passo a passo ensinado pelo psicólogo.

A primeira etapa é definir o problema e a segunda é combinar possíveis soluções. Muitos casais enfrentam graves conflitos por não conseguirem nem ao menos identificar qual problema precisam solucionar. Na terapia, os dois aprendem a transformar uma queixa superficial em uma dificuldade clara e específica.

Dessa forma, a situação fica mais visível e é possível para eles discutirem soluções em vez de ficarem presos no conflito com brigas e críticas destrutivas. Em um primeiro momento, essa intervenção é feita pelo terapeuta, mas o objetivo é que o casal conquiste independência para resolver os conflitos sozinho no futuro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.