TOC na infância: quais os sintomas e os prejuízos?

O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) não é o transtorno mental mais frequente na infância. No entanto, quando presente, ocasiona grande prejuízo na qualidade de vida dos pequenos.

A criança com TOC tem sintomas que envolvem pensamentos repetitivos ou imagens chamados obsessões. As compulsões representam os comportamentos rituais que refazem repetidas vezes para banir esses pensamentos.

Entre os exemplos de pensamentos obsessivos em crianças, constam preocupação excessiva com germes, sujeira e doença; pensamentos constantes sobre um acidente com o pai ou a mãe; preocupação excessiva com simetria, ordem e exatidão; e atenção irracional aos detalhes.

Já entre os comportamentos compulsivos, constam lavar as mãos excessivamente, seguir rigorosamente as regras impostas por elas mesmas, como arrumar objetos pessoais em uma estante de maneira particular e ficar muito chateadas se alguém mudar a posição dos objetos.

A garotada com TOC também tende a contar e recontar tudo, como a quantidade de ladrilhos no chão ou tijolos em uma parede; a ter preocupação com sequência ou agrupamento de objetos; repetir excessivamente as mesmas perguntas; repetir sons, palavras, números ou música a alguém ou para si.

Consequências

As crianças com transtorno obsessivo-compulsivo se sentem incapazes de parar de se concentrar em suas obsessões. Acreditam que precisam executar os rituais para se proteger contra coisas ruins que imaginam que podem acontecer. Para algumas delas, fazer um ritual é a única maneira de pensar que tudo está bem.

Sendo assim, a doença ocasiona prejuízos graves para o funcionamento dos pequenos, como queda significativa no rendimento escolar, na qualidade das interações sociais e no sono.

Isso porque pode haver problemas para se concentrar no trabalho escolar ou desfrutar de atividades, irritação, tristeza, ansiedade, insegurança e indecisão. Crianças com TOC também podem demorar muito tempo para fazer tarefas diárias, como se vestir, organizar uma mochila, completar a lição de casa ou tomar banho.

Semelhanças

Embora os sinais e sintomas do TOC na infância e na fase adulta compartilhem muitas semelhanças, existem diferenças importantes.

Além disso, os sinais da criança com transtorno obsessivo-compulsivo podem ser semelhantes aos do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH), autismo e síndrome de Tourette.

Os pais ou outros responsáveis devem entender o impacto que a criança com transtorno obsessivo-compulsivo pode sofrer para que possam ajudá-la.

É importante que os cuidadores conversem com os filhos sobre o que está acontecendo. Devem falar com apoio, ouvir e demonstrar amor e compreensão, assim como tranquilizá-los e procurar um psiquiatra infantil ou um psicólogo que irá auxiliar a família na busca do tratamento eficaz.

Uma vez que não há teste de laboratório para diagnosticar o TOC na infância, os profissionais da saúde mental baseiam seus diagnósticos na avaliação psiquiátrica abrangente depois de descartar causas físicas para os sintomas.

Kit para crianças

O livro ‘Poltoc e os pensamentos ET: ajudando a criança a lidar com o transtorno obsessivo-compulsivo’, escrito pelos psicólogos Heitor Hirata e Simone Gabriel, faz parte de um kit da editora RIC Jogos para ajudar na compreensão e no tratamento da doença na infância.

Direcionada a crianças de 6 a 12 anos com transtorno obsessivo-compulsivo ou queixas de pensamentos intrusivos acompanhados de ansiedade leve ou moderada, a obra pode ser lida com os pequenos em casa, mas também é um recurso para profissionais da saúde mental trabalharem o TOC na prática clínica.

Ilustrado por Rodrigo Faccio, o livro conta a história do urso polar Poltoc, que guia a narrativa e auxilia a criançada a ter recursos para entender a natureza de suas obsessões e, ao mesmo tempo, compreender como seus comportamentos compulsivos as alimentam ainda mais.

Apresenta uma metodologia lúdica para ensinar a garotada a conviver com esses pensamentos intrusivos, chamados no texto de pensamentos ET.

Dispõe de anexos para download com atividades e reflexões sugeridas pelos autores para um melhor entendimento do assunto abordado.

E para contribuir na ludicidade das atividades com os pequenos, o kit da publicação inclui o boneco Poltoc (versões menino e menina) e um baralho interativo com cartas de pensamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.