Transtornos de Ansiedade: técnicas de manejo levadas da terapia para casa

O objetivo da Terapia Cognitivo-Comportamental no tratamento dos Transtornos de Ansiedade não é apenas fazer com que o paciente melhore dos sintomas. Também existe o propósito de instrumentalizá-lo com as técnicas utilizadas por essa abordagem da Psicologia a fim de que ele seja capaz de manejar sozinho seus processos mentais fora do consultório.

As técnicas de relaxamento, por exemplo, podem ser praticadas em casa. Uma delas é a respiração diafragmática. Saber respirar da maneira correta traz muitos benefícios à saúde física e psicológica. Quando se respira adequadamente, o sangue é oxigenado e purificado e os níveis de ansiedade são reduzidos significativamente, fazendo com que a pessoa se sinta mais calma e com mais energia.

RELAXAMENTO PROGRESSIVO

Já a técnica de relaxamento progressivo de Jacobson consiste em tensionar e relaxar cada um dos músculos do corpo, possibilitando que o indivíduo compreenda a diferença entre tensão e relaxamento. Após o enrijecimento dos músculos, é experimentada uma agradável sensação de mantê-los relaxados.

RPD

Uma tarefa de casa solicitada ao paciente pelo terapeuta, o registro de pensamentos disfuncionais (RPD) é outra técnica da Terapia Cognitivo-Comportamental utilizada no tratamento dos Transtornos de Ansiedade.

Tem o objetivo de fazer com que o indivíduo saiba identificar e analisar, de forma consciente, seus pensamentos, emoções e comportamentos conflituosos, o levando a pensar em respostas adaptativas em relação às suas cognições negativas, para que, assim, se torne seu próprio terapeuta, conseguindo lidar com seus conflitos.

Tradicionalmente, um RPD tem seis colunas: data, situação, sentimentos, pensamentos automáticos, respostas alternativas e resultado. Como deve ser usado para monitorar os pensamentos diariamente, o ideal é mantê-lo pequeno e leve para que a pessoa possa carregá-lo sempre junto.

ATIVIDADES FÍSICAS E LÚDICAS

A prática de atividades físicas é recomendada como tratamento complementar dos Transtornos de Ansiedade. Movimentar o corpo pelo menos três vezes na semana ajuda a controlar a ansiedade, pois libera os hormônios da felicidade (dopamina, endorfina e serotonina), promovendo o bem-estar e a disposição física.

Atividades lúdicas são outro recurso que contribui no tratamento dos Transtornos de Ansiedade. Um exemplo é o jogo ‘Tabuleiro da ansiedade: psicoeducação e intervenção com adolescentes e adultos’, publicado pela RIC Jogos.

De autoria das psicólogas Catarina Brandão e Regina Azevedo, é fundamentado na Terapia Cognitivo-Comportamental. Tem como objetivo oferecer ao psicólogo clínico mais um instrumento que facilite na psicoeducação, bem como nas intervenções junto a adolescentes e adultos que trazem como principal demanda sintomas de ansiedade disfuncional.

Contém um tabuleiro, um dado, dois pinos e cartas que ilustram situações ansiogênicas, reações fisiológicas comuns da ansiedade, distorções cognitivas, reações emocionais, comportamentos e questionamentos gerais. Está disponível no portal RIC Jogos: https://www.ricjogos.com.br/produtos/tabuleiro-da-ansiedade/.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.